Ciclo 2, DC1

É, ciclo 1 acabou – e por incrível que pareça, sem lágrimas nem desespero. Ok, uma TPM das bravas, mas sem a tristeza que eu imaginava que iria aparecer. No fundo, no fundo, as chances de ter rolado concepção no primeiro ciclo eram baixíssimas – teve antibiótico, teve estresse alto, teve viagem, teve de tudo pra desregular o ciclo e as tentativas. Mas sempre fica a esperança daquele 1%, né?

Mas eu encarei a Miss Red com outros olhos. Encarei como li num post da Nana (sim, eu devorei o blog dela inteirinho): ela significa um novo começo. Significa que as coisas estão funcionando direitinho por aqui. Significa que o meu corpo está mandando embora resquícios da pílula, toxinas de medicamentos, enfim, tudo aquilo que não seria bom para o pacotinho.

Sobre a Temperatura Basal, resolvi encarar de frente também. Desde sábado medindo direitinho, fazendo anotações no Fertility Friend, devorando as lições que eles disponibilizam. Se vai servir pra algo? Já serve: pra eu conhecer melhor meu corpo.

Inclusive esse final de semana eu tive que me segurar em duas situações pra não começar a falar sobre ciclos, fase lútea e etc. A primeira foi quando uma amiga comentou que esses dias ficou desesperada porque a menstruação atrasou X dias. Eu fui começar a falar que “mas veja bem, atrasou mesmo? Porque você sabe exatamente quando você ovula? Sabe que a tua fase lútea pode durar de 10 a 16 dias?” aí lembrei que 1) não contamos que estamos tentando, então seria meio estranho divulgar essa informação e 2) ela não me perguntou nada.

A segunda situação foi uma brincadeira (sim, porque apesar da gente não ter contado das tentativas, todo mundo – TODO MUNDO – fica “quando vem o filho?”, “vocês precisam de um bebê”, “Nina, vocês amam crianças, cadê o de vocês?” e etc) em que falaram pro marido que ele deveria ficar de olho na tabelinha para saber os dias em que, hm, o treino deveria ser intenso. E essa foi bem mais quase do que a situação anterior. Eu comecei a falar que “mas tabelinha por si só não quer dizer nada, tem que medir a temperatura basal e ver o muco” e a sorte foi que parei no “mas tabelinha”. Juro. Como é que vou explicar pra um bando de conhecidos que não, sou sou surtada, só quero conhecer meu corpo de verdade?

Então seguimos nessa. Mede TB, anota no aplicativo, toca a vida. E sim, é claro que rola uma esperançazinha de que seja nesse ciclo. Mas o que eu posso fazer além de tentar? Hihihi. Isso a gente já faria de qualquer jeito, né?

Advertisements

7 thoughts on “Ciclo 2, DC1

  1. Nina, seu blog define onde me encontro no espaço/tempo!
    Estou no segundo ciclo e medindo TB pela primeira vez, me empoderando e aprendendo muito sobre meu corpo.
    Vou acompanhar seu blog. Muita fertilidade pra nós!

    Like

    • Carolina, obrigada pelo seu comentário!
      Se empoderar é o máximo – acho uma delícia esse conhecer o corpo, identificar alguns sinais (ou a falta deles, rs).
      Muita fertilidade, e que eu seu pacotinho chegue logo!
      Um beijo.

      Like

  2. Oi, Nina!

    Obrigada pela visita! Fiquei otimista em vir aqui e ver que, ao contrário de mim, a senhorita parece estar com ciclos reguladinhos vindo naturalmente. Isso já é uma benção, meio caminho andado pra encomendar bebê, sem maiores problemas, sem exames, medicações…pense positivo!

    Sobre a questão da fase lútea: sei como vc se sente, eu passo por isso, hahahahahahaha

    E a TB: eu nunca consegui fazer um gráfico completo, do começo ao fim. Foi bom – pq eu não ovulei mesmo por 3 meses – e foi péssimo pq eu me sentia completamente a deriva. Então agora, nesse primeiro ciclo com indutor, com D sabendo que o despertador às 6h30 sou eu tirando a temperatura (rysos) eu me prometi disciplina!

    Vamos nos acompanhar e vamos que vamos.
    Beijos!

    http://desejodebebe.wordpress.com/

    Like

    • Oi D.!

      Tão bom encontrar outras pessoas que passam por essa ansiedade, que entendem que a gente vira mono-temática, né? Ainda bem que temos internet, grupos de Facebook e blogs para trocarmos esses relatos.

      Falando em TB, comecei a acordar uns minutinhos antes do despertador sozinha, rs. Acho que é o corpo acostumando com o pegar termômetro-medir-anotar-voltar a dormir.

      Um beijo e muita fertilidade!

      Like

    • Patrícia, obrigada pela visita! Vou correndo ler o seu =)
      Um bom ciclo pra você! Que seja o único, rs, e que o seu baby chegue logo, com as bênçãos de Deus/
      Um beijo!

      Like

  3. Realmente, nos controlar no cotidiano com as situações é algo que ocorre com frequência e como não deixar transparecer que passamos a ser mega conhecedoras do tema fertilização, maternidade, fecundação e etc sem demonstrar que você esta na vida de tentante. Já passei muitas vezes por isto, algumas vezes me controlei outras dou com as linguá nos dentes.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s