Ninguém conta antes da gente engravidar.

Todo mundo conta que as semanas da gravidez serão envoltas na maior felicidade imaginável, e até além. Todo mundo conta que a grávida tem desejos (e alguns chegam a dizer que, se esses desejos não forem atendidos, o baby nasce com cara daquele alimento – meu filho teria cara de paleta de morango com leite condensado, com certeza). Todo mundo conta que a família fica radiante, que a gente ganha vários presentes, que dividir essa alegria com quem a gente ama é uma delícia.

Mas ninguém conta os pormenores. Ninguém conta que, mesmo feliz, você vai ficar P da vida com tanto enjôo, ânsia e vômito. Ninguém conta que você vai passar algumas semanas desprovida de cérebro. Ninguém conta que você vai virar monotemática.

Todo mundo conta que os enjôos vão embora – mas ninguém conta que, no lugar deles, fica aquela azia independente do que você coma. E que o Leite de Magnésia vai virar o seu melhor amigo.

Todo mundo conta que a grávida fica iluminada, radiante. Mas ninguém conta que isso é por causa da quantidade abusiva de óleo que a pele produz – e resulta em espinhas que deixam a gente parecendo um chokito. Sério.

Todo mundo conta que o corpo muda para abrigar a nobre missão de gerar uma vida. Ninguém conta que os pêlos crescem numa velocidade absurda e que, enquanto você não corre na depiladora, parece ter perna de homem. Ninguém conta que você vai perder suas roupas em poucas semanas – mesmo que a barriga de grávida em si demore para despontar.

Todo mundo conta que grávida pode ter prisão de ventre. Mas ninguém conta que isso varia: tem dias em que o intestino sai de férias e parece que nunca mais vai voltar; em outros, ele resolve dar o ar da sua graça tipo TeleSena.

Todo mundo conta que as pessoas gostam de dar pitacos na vida alheia e que é bom a gente se acostumar. Ninguém conta que a sociedade tende a ser implacável a partir do momento em que você diz “tô grávida”, e que as pessoas (cheias de boas intenções) começam a regular o que você come, veste, assiste, lê, fala e até mesmo pensa.

Todo mundo conta que dividir a felicidade da gravidez é uma delícia. Ninguém conta que pessoas aleatórias, que você vê só de vez em quando, passam a achar que sua barriga (correção: que o seu púbis) é propriedade pública e saem colocando a mão quase lá sem nem pedir licença.

Todo mundo conta que fazer pré-natal é importante, e que ver nossos pacotinhos nas ultras é uma delícia. Ninguém conta que, no primeiro trimestre, a tal ultra é sempre transvaginal – exame mais constrangedor, viu, principalmente se tiver marido + mãe + sogra na salinha.

Todo mundo conta que grávida sofre alterações de humor. Ninguém conta que a gente vira uma pregnantzilla, indo do mais lindo e plácido amor ao mais profundo ódio, choro e ranger de dentes por conta, sei lá, de um copo de vitamina derramado. E que durante o surto, a gente tem consciência do quão ridícula estamos sendo – mas isso não é razão o suficiente para parar de chorar.

Todo mundo conta que a gravidez é mágica e plena. Mas ninguém conta que a gente vai se sentir sozinha, mesmo estando acompanhada 24 horas por dia. E que vai querer conversar. Mas que não vai querer ver ninguém.

Todo mundo conta que a gestação une o casal. Ninguém conta que os maridos vão precisar ter uma paciência de Jó, porque uma hora a gente quer colinho e aconchego e na outra, a maior distância possível porque tudo o que ele faz, irrita.

Todo mundo conta que ser mãe representa o maior amor do mundo. Mas ninguém conta que esse amor é avassalador. Que não importa o mau humor, o choro, os sintomas tensos: é olhar pra aquela imagem do ultrassom, ouvir o tum-tum-tum do coração, colocar a mão na barriga, escutar aquela música especial, que tudo vale a pena. Tudo. E a gente se olha no espelho e, mesmo se sentindo feia demais, enxerga a mulher mais poderosa do universo. Porque tem uma vida aqui dentro.

Advertisements

2 thoughts on “Ninguém conta antes da gente engravidar.

  1. Oi, Nina!

    Estou devendo um post desses pra comentar MESMO as coisas que as pessoas não contam ou só contam por cima. Mas eu estou devendo tanta coisa, visita, post, organizar o blog…os enjoos (e o sono) tem acabado com meu pique, com meu humor, enfim…confesso que agora que estou ouvindo o coraçãozim do meu Cisco é que a sensação de ser mãe, e se olhar no espelho e curtir e tal, está melhorando um pouco, pq esteve bem punk!

    Acho que agora a tendência é melhorar, e estarei mais por aqui. Fiquei feliz de saber da sua gravidez! Parabéns e bem vinda ao time! Quantas semanas? Seremos meio companheiras de barriga.rs

    Um beijo grande, e obrigada pelas visitas!
    D.

    https://desejodebebe.wordpress.com/

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s