1

Relato de gravidez: 36 semanas

Uau, oficialmente entramos no nono mês! Para todos os efeitos ainda estamos “de sete meses”, hahaha, mas é inegável que está chegando a hora de conhecer nossa pequena!

O último final de semana foi para finalizar o quartinho. “Finalizar” entre muitas aspas, né: ainda faltam três quadrinhos (que dois deles eu não faço ideia do que colocar dentro da moldura) e o móbile, que falta só pendurar. Ufa! Até o próximo domingo precisa estar tudo pronto, já que vamos fazer uma sessão de fotos aqui em casa pra recordar do barrigão =)

Finalmente também comprei minhas camisolas e lingeries pós-parto. Está tudo levadinho e cheirosinho – mas ainda falta arrumar a mala. E comprar um chinelo (não quero levar minhas havaianas super surradinhas pra maternidade, haha!). E os absorventes pós-parto. E carregar as câmeras (de foto e a GoPro, pra filmar o parto). E terminar o plano de parto (que está rascunhado, só). E a mala da Helena né, que eu nem mexi. Oh vida, parece que nunca vou terminar tudo! Vocês tem essa sensação, também?

De sintomas, os últimos dias foram de cansaço puro. Os incômodos pra dormir começaram – falta posição, acordo váááárias vezes pra ir ao banheiro… E mesmo quando durmo melhor, parece que o corpo pede arrego facinho facinho.

Acho que senti minha primeira contração de treinamento, haha! Não tenho certeza, porque foi um misto de cólica-incômodo-barriga dura enquanto descia as escadas aqui do prédio, e não voltei a sentir depois… Pode ter sido só um desconforto momentâneo, né?

Ontem, inclusive, um novo sintoma deu as caras: refluxo. Quer dizer, acho que é refluxo, rs! Uma sensação permanente de “algo” na garganta. Não queima, não arde (então não é azia), mas não passa. Quer dizer, até passa: enquanto estou comendo. Mas nem 10 minutos depois de um lanche ou refeição, mesmo que eu não deite, é batata: vem a sensação incômoda. Como lidar com isso, gente? Espero que não fique assim todos os dias.

As estrias também resolveram mostrar a que vieram. Já tinha algumas no seio desde a metade da gravidez… Tomo muita água, procuro manter uma ingestão equilibrada de vitaminas e nutrientes, hidrato o corpo todinho como se não houvesse amanhã… E mesmo assim apareceram mais linhas vermelhas no alto das coxas, na parte interna das coxas e nos flancos. Fiquei toda brocoxô, mas marido me disse uma coisa bem real: eu fiz tudo o que podia pra evitar, mas pareço ter tendência. Adianta sofrer? Não. São as marcas que o meu corpo exibe por gerar uma vidinha. Então o negócio é não olhar muito no espelho sem roupa (hahaha!) e focar na parte boa. Minha fisioterapeuta dermatofuncional, que faz as drenagens linfáticas, disse que a pele tá super hidratada, e que as linhas que estão por aqui são sinal de tendência do organismo mesmo. E que depois que Helena nascer, a gente vê o que faz para sumir com elas 😉

Ah, mais um sintoma bizarrinho, que eu nunca tinha reparado até hoje: GENTE como minha virilha está escura! As axilas eu já tinha percebido (ficam mais no campo de visão, hahahaha), mas não tinha reparado na virilha até então. Ê melatonina dando o ar da graça, viu?!

Ontem também fizemos um ultrassom – possivelmente o último da gestação o/ Helena está com aproximadamente 43cm, 2,5kg, muitos cabelos e totalmente encaixada. Tipo muito mesmo. A médica disse que duvida que eu chegue na DPP… Mas tenho tentado manter a calma desde então: primeiro bebê costuma encaixar super cedo, eu não tenho contrações nem nada, nenhum sinalzinho de que a moça está chegando, ela pode ficar assim por semanas. Vamos ver o que o meu GO diz na próxima consulta, que será semana que vem.

Advertisements